1. O que é o Open Banking?

O Open Banking é um movimento do sector financeiro que pretende alargar o leque de serviços disponibilizado aos seus Clientes, quer pela concretização de parcerias com fintech já estabelecidas ou startups; quer pela disponibilização aos seus Clientes, do acesso à sua informação na Instituição através de outras entidades prestadoras de serviços de pagamentos (PSP – Payment Service Providers).


Este movimento foi impulsionado com a revisão da Directiva de Serviços de Pagamento (PSD2 – Payment Service Directive). Esta Directiva visa a criação de um mercado único de serviços de pagamentos na Europa, potenciador da inovação, da segurança dos pagamentos e de concorrência com igualdade de condições de acesso para todos os prestadores de serviços de pagamentos. 
 

2. Novos Serviços

O Regulamento Delegado 2018/389 da Comissão Europeia que completa a PSD2 estabelece as condições para a segurança das comunicações entre as entidades que integram o mercado de pagamentos e entre estas e os seus Clientes. Em setembro de 2019, os PSP previamente autorizadas e com o consentimento dos Clientes passam a poder ter acesso à informação das contas de pagamentos contas e a desencadearem, quando devidamente autorizados, operações de pagamento em nome dos seus Clientes.

Disponibilidade de Fundos

Um Emitente de Cartões de Pagamento (CBPII – Card Based Payment Instrument Issuer), poderá validar a disponibilidade de um determinado montante na(s) conta(s) às quais o Cliente deu previamente autorização de acesso.

Com a concessão de autorização prévia, as Instituições Financeiras não exigirão autenticação do Cliente no momento da verificação da disponibilidade de fundos.

Iniciação de Pagamentos

O Cliente de uma Instituição Financeira, pode iniciar uma ordem de pagamento sobre a conta por si titulada nessa instituição através de um Prestador de Serviços de Iniciação de Pagamentos (PISP – Payment Initiator Service Provider).

Com base na informação relacionada com a transação disponibilizada pela Instituição Financeira, o PISP informará o Cliente e o beneficiário da ordem de pagamento das respetivas condições (datas, custos e beneficiários).

As Instituições Financeiras poderão, com base no risco e tipologia dos pagamentos solicitados, solicitar ao seu Cliente que se autentique.

Informação de Conta

O Prestador de Serviços de Informação de Conta (AISP – Account Information Service Provider) pode aceder à informação das contas de pagamento de que o Cliente é titular numa Instituição Financeira, incluindo informação relativa a saldos e movimentos (transações).

O Cliente dará consentimento ao AISP para aceder à informação da(s) conta(s) com a regularidades previamente definida entre ambos, podendo este acesso ser desencadeado pelo AISP, sem necessidade de intervenção do Cliente.

As Instituições Financeiras solicitarão regularmente a autenticação do seu Cliente.

A UNICRE como detentora de contas de pagamento (contas cartão), aderiu à plataforma desenvolvida pela SIBS FPS para a comunidade bancária nacional. O SIBS API Market disponibiliza todos os interfaces previstos na Directiva de Pagamentos (PSD2) à comunidade de developers e Entidades que tenham interesse em criar um mercado mais aberto e com maior valor para os Clientes.

Através do SIBS API Market, os interessados terão acesso a toda a documentação relativa às API para acesso às contas dos Clientes, bem como a um conjunto de serviços de suporte e ambientes de testes.

Todos os interessados devem subscrever os diferentes fóruns para que se mantenham informados de todas as evoluções e alterações relacionadas com cada uma das API disponibilizadas.

Estatísticas de Performance

Relatório Trimestral Dez19 – Acompanhamento de SLA’s

Relatório Trimestral Mar20 – Acompanhamento de SLA’s

Saiba mais e registe-se em SIBS API Market.